Grupo Planalto de comunicação

Guilherme Kurtz é tricampeão do Troféu Brasil de Atletismo Além de vencer a prova nos 1.500m, atleta passo-fundense também recebeu a medalha de ouro relativa à edição de 2022

Foto: Divulgação

O fim de semana foi muito especial para Guilherme Kurtz (Praia Clube-Exército-Futel-MG). O passo-fundense venceu a prova dos 1.500m, sagrando-se tricampeão seguido na distância.

Diante dos principais nomes da prova no país, Kurtz confirmou a ótima forma e bateu a marca em 3:47.94. Assim, repetiu a vitória de 2023 e também a de 2022, cuja medalha foi entregue agora. “Vencer uma vez é difícil, mas seguir vencendo é mais difícil ainda. Demonstra que o trabalho vem sendo bem feito e vale a pena abrir mão de tanta coisa” salienta.

Guilherme Kurtz também foi ao pódio para ganhar a medalha de bronze nos 800 m, prova na qual obteve a marca de 1:47.71, enquanto o vencedor Leonardo Santos de Jesus fez em 1:47.46.

Quanto ao índice olímpico, Guilherme Kurtz ficou próximo, mas não obteve a vaga para Paris 2024. “Não vou baixar a cabeça. Já começo a planejar o novo ciclo olímpico visando 2028”.

Foto: Divulgação

Ouro tardio

Guilherme Kurtz recebeu a medalha de ouro nos 1.500 m dos Jogos Sul-Americanos de Assunção, Paraguai, realizados em 2022. A medalha foi entregue na sexta-feira (28) pelo campeão olímpico do judô Rogério Sampaio, diretor geral do Comitê Olímpico do Brasil (COB), em cerimônia de premiação realizada no 43º Troféu Brasil Interclubes Loterias Caixa de Atletismo, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo.

Participaram da premiação o campeão mundial Zequinha Barbosa e Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da CBAt.

“A medalha é a mensagem do jogo limpo. Demorou quase dois anos, mas a justiça foi feita. Digo para todos os atletas que as vezes pensam em querer dar um passo maior do que deveriam para não fazer isso, para agir corretamente e a recompensa virá”, disse Guilherme Kurtz. “Receber o ouro de um campeão olímpico e de Zequinha Barbosa, uma referência no meio-fundo é uma honra”.

Outros resultados

Além de Kurtz, Passo Fundo também subiu ao pódio com Maicon Mancuso, que foi prata nos 5.000 metros e bronze nos 10.000 metros. Os dois atletas são treinados pelo professor Florenau.

Foto: Divulgação
Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais